Qual o melhor modelo de ar condicionado para igrejas?

10 de junho de 2013 | Sem Comentários Voltar

Aparelhos de ar condicionado são produtos essenciais em nosso dia a dia. Seja em nossas casas, escritórios, supermercados ou academias de ginástica, a presença de um bom ar condicionado nos dá o conforto necessário para realizarmos as mais diversas atividades.

Flickr.com/michael_d_beckwith Os modelos multi-split são os mais indicados para igrejas.

A verdade é que, atualmente, todos os locais que concentrem algum fluxo de pessoas têm um bom aparelho de ar condicionado instalado, promovendo um ar de qualidade e de temperatura ideal.

E isso acontece também nas igrejas, onde o fluxo de pessoas pode ser bastante intenso e há a necessidade de disposição de um ar agradável aos seus frequentadores.

Todavia, na hora da escolha de um ar condicionado para igrejas, alguns fatores devem ser levados em consideração.

Primeiramente, na hora da escolha de um modelo de ar condicionado para igrejas, o tamanho do ambiente onde ele será instalado deve ser considerado, assim como o fluxo de pessoas que dividirão esse mesmo ambiente.

Tradicionalmente, igrejas são ambientes de tamanho médio ou grande. Assim, há no mercado bons modelos de ar condicionado que se enquadram perfeitamente para essas dimensões, como é o caso dos modelos multi-split.

Além de contar com ciclo quente e frio, os modelos multi-split são muito eficientes, pois atingem de forma bastante rápida a temperatura desejada. E o melhor: produzem um baixo consumo energético, em sua maioria até 40% a menos do que os modelos tradicionais.

Outro fator a ser considerado nessa escolha é o nível de ruído emitido pelo aparelho quando em funcionamento. Isso porque, é imprescindível o silêncio quando da realização de missas e cultos.

Nesse sentido, opte por aparelhos mais silenciosos e lembre-se de que o processo de instalação deve ser sempre realizado por uma empresa especializada séria e responsável, com tradição e credibilidade no mercado.

Isso evitará que o aparelho seja mal instalado, o que pode proporcionar o seu mau funcionamento, perda de potência, excesso de ruído e, consequentemente, a quebra do aparelho.

Além disso, lembre-se de realizar todas as manutenções periódicas estipuladas pelo fabricante e dentro do período por ele designado.  Lembre-se que igrejas são locais com fluxo intenso de pessoas, e um ar de boa qualidade é fator essencial para a manutenção da saúde de todos os presentes.

Compartilhe este artigo
Nenhum comentário sobre "Qual o melhor modelo de ar condicionado para igrejas?"
Deixe um comentário