Dióxido de carbono como fluido refrigerante é alternativa sustentável

22 de abril de 2014 | Sem Comentários Voltar

O fluido refrigerante, também conhecido como gás refrigerante, é um composto responsável pelas trocas térmicas em sistemas de climatização e refrigeração. Durante muito tempo, o principal gás utilizado para este fim foi o clorofluorcarboneto, CFC, substância extremamente tóxica, que causa danos à camada de ozônio.

Depositphotos.com/Ansonde Por muito tempo, os aparelhos utilizaram CFCs, substância altamente tóxica e poluente.

Com a descoberta dos efeitos nocivos desta substância, foi criado, em 1987, o Protocolo de Montreal, tratado internacional que estabeleceu regras e prazos para a substituição e eliminação gradual da produção do composto. Mais de 150 países aderiram ao acordo e a previsão é de que os CFCs – juntamente como os HCFCs (hidroclorofluorcarbonos) – sejam totalmente eliminados até 2040.

A alternativa encontrada para a substituição do CFC foi o gás refrigerante ecológico, substância natural com menos poluentes e praticamente nenhum efeito sobre a camada de ozônio. Os fluidos refrigerantes naturais mais comuns são o isobutano (R600a), propano (R290), a amônia e o dióxido de carbono (CO2).

Para atender às exigências dos órgãos ambientais, empresas de sistemas de refrigeração passaram a utilizar os gases naturais na produção de seus aparelhos. Neste contexto, o dióxido de carbono surge como uma das alternativas mais promissoras, por ser uma substância estável, não inflamável, atóxica e com GWP (Potencial de Aquecimento Global) relativamente baixo.

Atualmente o CO2, também conhecido como R-744, é aplicado somente em grandes sistemas, como na refrigeração de supermercados. Embora ainda não seja empregado em escala industrial, pesquisas estão sendo desenvolvidas para viabilizar sua utilização na produção de condicionadores de ar domésticos.

Além de ser considerado um gás refrigerante A, ou seja, com o menor potencial de destruição da camada de ozônio, e reduzir o consumo de energia, o dióxido de carbono também é uma opção mais barata, uma vez que está presente em abundância na atmosfera. Desta forma, o uso em condicionadores de ar permitirá uma redução nos custos dos aparelhos, assim como na instalação e manutenção.

Compartilhe este artigo
Nenhum comentário sobre "Dióxido de carbono como fluido refrigerante é alternativa sustentável"
Deixe um comentário